BEM ESTAR E AUTO ESTIMA DURANTE A GESTAÇÃO

A maternidade é uma realização comum à maioria das mulheres e a gravidez é sempre marcada por muita emoção. Durante os nove meses de gestação, o corpo da mulher passa por diversas transformações e alterações. Embora a gravidez seja uma das experiências mais fantásticas que a mulher pode vivenciar, nem tudo é um mar de rosas.

Muitas mulheres consideram o período gestacional como a melhor e mais importante fase de suas vidas, entretanto, isso não impede que ocorram alterações de humor e autoestima, pois geralmente os seus dias serão divididos entre momentos de intensa felicidade e outros de pura tristeza. Estas oscilações de humor, que são naturais neste período, são causadas pelas alterações hormonais e pelas mudanças físicas, como por exemplo o aumento de peso, que ocorreram naturalmente e, ainda, por causa das dúvidas que a futura mamãe terá com relação ao seu bebê.

Portanto é natural que a autoestima da mulher sofra com tudo isso. Ela estará muito mais sensível e passando por um processo muitas vezes desconhecido para ela mesma. É como se ela não se reconhecesse mais.

Em geral as mulheres de hoje estão muito mais interessadas em estar bem, por dentro e por fora. E neste contexto, profissionais da Saúde Estética, devem estar prontos para esta demanda que não para de crescer. Proporcionar bem-estar é também entender as necessidades fisiológicas humanas e nós profissionais precisamos estar aptos para dar suporte às nossas clientes.

INFLUENCIA DO ESTRESSE

O estresse pode ser considerado como a quebra da homeostase corporal que promove modificações e adaptações do organismo, resultando em uma resposta complexa com grande liberação de hormônios na circulação, preparando o indivíduo para algum tipo de reação.  O estresse pode gerar reações negativas (distresse) ou positivas (euestresse) em nosso organismo. O termo estresse é usado para reações negativas.

A gestação é considerada um estado específico de estresse emocional pois promove mudanças físicas, sociais e psicológicas significativas na vida da mulher. Todas as transformações corporais combinadas com as constantes mudanças de humor, além do medo e ansiedade gerados pelo parto e pela transição do papel de filha e mulher para mãe, influenciam a saúde da gestante contribuindo para o desenvolvimento do estresse.

A exposição da gestante ao estresse e consequentemente aos elevados níveis de adrenalina, noradrenalina e cortisol, geram risco potencial a saúde da gestante e/ou do feto. O estresse durante a gestação está associado a:

  • Ocorrência de abortos espontâneos
  • Enjoos
  • Gestação não planejada
  • Trabalho de parto prematuro
  • Hipertensão arterial induzida pela gravidez
  • Baixo peso do bebe ao nascer
  • Medo de ganho excessivo de peso no início da gravidez
  • Medo do parto

Alguns estudos relatam que para cada mulher ocorrem em média cinco eventos estressores durante a gestação e que mais de 75% das gestantes apresentam sinais significativos de stress em algum nível.

OS BENEFÍCIOS DO TOQUE

O toque pode ser percebido ainda quando estamos no útero de nossa mãe, pois é o primeiro estímulo sensorial humano. A pele humana é formada por milhões de sensores distribuídos por todo o corpo e ao receber um estímulo através do toque é desencadeada uma série de reações que liberam substâncias que promovem sensações de bem-estar.

O toque é o primeiro sentido desenvolvido no ser humano e conservar-se ativo mesmo que no futuro a visão e a audição não estejam perfeitas. É essencial no crescimento, no desenvolvimento, na comunicação e na aprendizagem de qualquer pessoa.

O toque não é invasivo e não é intruso, ele é a mais básica das respostas humanas. Tocar em uma pessoa não só transmite conforto, mas também faz o profissional participar na compreensão da sua experiência. Por meio do toque, ocorre uma aproximação entre os indivíduos. Sentimos a presença do outro e firmamos compromissos. A massagem é a arte de tocar com qualidade, proporcionando ao corpo bem-estar.

Pesquisas realizadas sobre os benefícios do toque mostram que este tratamento produz relaxamento físico e mental, reduzindo rapidamente quadros de estresse e melhorando os de depressão. Por meio dele ocorre a liberação de substâncias químicas, estimuladas pelo sistema nervoso, causando reações físicas e emocionais.

Portanto, podemos afirmar com certeza que o toque tem efeitos positivos a qualquer pessoa e principalmente às gestantes quando aplicado de forma correta, com dedicação e atenção nos tratamentos.

Durante toda a gestação a mulher sofre vários tipos de indisposição, como o inchaço, que ocorrerá principalmente nos membros inferiores. No entanto, estas queixas podem ser aliviadas a partir do uso de técnicas de massagens, que se tornarão indispensáveis, pois se trata de um método seguro, confortável e que também tem o poder de aliviar o estresse de forma bem eficaz.

Massagem

A massagem é uma técnica segura que trabalha o corpo de maneira não invasiva, enquanto proporciona equilíbrio físico e emocional. Ela incorpora uma ampla variedade de conhecimentos que datam de séculos, desde os tempos remotos e com raízes nas diferentes culturas.

Com o objetivo de alívio da pressão da vida moderna, reduz o estresse e a ansiedade da futura mamãe e pode ser usada de maneira a proporcionar relaxamento e prazer, buscando um equilíbrio para o corpo, mente e espírito.

Para realizar a massagem, além das mãos, podemos usar outros recursos como: velas, pindas, bambu, pedras, conchas e outros, que incrementam e diferenciam da massagem tradicional. Os movimentos usados com todos estes acessórios são chamados de deslizamentos, amassamentos, fricção, pinçamento, rolamento, entre outros.

É importante lembrar que antes de realizar qualquer técnica de massagem, a área pode ser preparada com esfoliação, seja ela facial ou corporal. O ambiente também é fator importante para potencializar a massagem aplicada. É válido lembrar ainda que esta técnica aplicada em gestante, deve ser realizada em ambiente calmo, com música adequada à situação (nesta em especial com música de ninar), com temperatura ambiente ou levemente aquecida, contribuindo para a indução ao relaxamento de quem a recebe.

Alguns benefícios das massagens para as gestantes:

  • Alivio das tensões musculares, dores, fadiga e rigidez muscular;
  • Auxilia na eliminação de toxinas;
  • Proporciona melhora do sono;
  • Reduz impaciência, irritação, proporcionando bem-estar.

 

Massagem com pincéis

A massagem NEURO PILO SENSORIAL, massagem com pincéis, é uma técnica aplicada no corpo e no rosto, utilizando-se de pincéis de cerdas macio. É muito indicada para as gestantes, que vivenciam um momento único durante a aplicação.

As manobras realizadas com os pincéis seguem um ritmo de uma música e que para as futuras mamães, uma canção de ninar é ideal para o momento. Esta massagem irá estimular os milhões de neurotransmissores e receptores sensoriais distribuídos por toda a pele da gestante, refletindo no cérebro (provocando o bem-estar), diminuindo a ação do cortisol (hormônio do estresse) circulante pelo corpo, promovendo então o relaxamento.

Profissionais também ao finalizar a massagem presenteiam suas clientes com algo simbólico como um sapatinho, o que com certeza, é um grande diferencial e a atenção que as gestantes precisam nessa fase.

  • Higienizar as mãos do profissional e as axilas, virilha e os pés da cliente com o produto antisséptico sem enxágue, Higisystem. Não utilizar cosméticos nesse momento, pois pensando na biossegurança de nossas clientes o pincel tem cerdas as quais não se pode umedecer.
  • Acomodar a gestante de forma confortável, elevando a região do dorso em 30º a 45° dependendo da idade gestacional, se a maca não for reclinável utilizar uma cunha, acomodando os membros inferiores com rolos ou travesseiros, proporcionando relaxamento da região lombar.

  • Colocar uma música relaxante e realizar movimentos no ritmo da música. E no final da aplicação da técnica, ainda surpreender com um elemento surpresa “presente para o bebê”.

Forma completa de atendimento a Gestantes encontrara em meu livro GESTANTES: CUIDADOS ESTÉTICOS DURANTE A GRAVIDEZ

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ALVES GF, NOGUEIRA LSC, VARELLA TCN. Dermatologia e gestação An Bras Dermatol. 2005;80(2):179-86.

BILA DM, DEZOTTI M. Desreguladores endócrinos no meio ambiente: efeitos e consequências.  Quim. Nova, Vol. 30, No. 3, 651-666, 2007.

BRAZÃO MA, NOVAES JV, VILHENA J. Quem quer ficar na barriga da mamãe? Sobre a gestação em tempos de culto ao corpo. Polêm!ca, v. 9, n. 4, p. 43-57, outubro/dezembro 2010.

CAVALCANTE JCB, SOUSA VEC, LOPES MVO.  Baixa autoestima situacional em gestantes: uma análise de acurácia. Rev Bras Enferm, Brasília 2012 nov-dez; 65(6): 977-83.

COSTA ES, PINON GMB, COSTA TS, SANTOS RCA, NÓBREGA AR, SOUSA LB,  Alterações fisiológicas na percepção de mulheres durante a gestação.  Rev. Rene. Fortaleza, v. 11, n. 2, p. 86-93, abr./jun.2010.

FIGUEIRÓ TLM. Pele e Gestação: Aspectos Atuais dos Tratamentos e Drogas Comumente Utilizados – parte I. Caldas Novas: Femina, 2008.

FRIELINK P, OCHULAKI AL, COSTA FMO, GIACOMOLLI CMH, DEUSCHLE VCKN, HANSEN D.  A importância dos cuidados estéticos na gravidez e pós-parto. XX Seminário Interinstitucional de Ensino, Pesquisa e Extensão Unicruz.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *