Desvendando os PAO’s nos seus cosméticos – Blog Momento da Estética

Entenda o que são os PAO's dos cosméticos.

Para garantir que os seus produtos atendam aos padrões de qualidade quando armazenados em condições adequadas, é necessária uma avaliação de segurança e estabilidade.

Os produtos cosméticos e de cuidados pessoais são fabricados com recurso a uma grande variedade de materiais e formulações, tornando impossível estabelecer um protocolo padrão aplicável a todos. Os reguladores recomendam que os testes de estabilidade sejam adaptados de acordo com o tipo de produto e a utilização pretendida, incluindo condições de armazenamento razoavelmente previsíveis.

As nossas avaliações de estabilidade abrangem os seguintes parâmetros e são baseadas em diretrizes internacionais:

  • Propriedades organoléticas e sensoriaisaparência, cor, odor e sabor, conforme aplicável

  • Propriedades físico-químicas: valor pH, viscosidade, densidade e, se necessário, formulação do ingrediente

  • Propriedades microbiológicas: contagem microbiana e teste Challenge de preservação

  • Monitorização de substâncias ativas: filtros UV, antioxidantes, agentes antimicrobianos, etc.

  • Rastreio de substâncias aromáticas para determinação da alteração qualitativa e quantitativa da fragrância

Estabilidade acelerada, também conhecida como estabilidade normal ou exploratória, pode ajudar a prever a estabilidade de um produto e a sua vida útil, bem como a compatibilidade da formulação com os materiais com os quais entrará em contacto.

Outras condições específicas de armazenamento que podem ser aplicadas são:

  • Período após a abertura: simulação da vida útil

  • Choque térmico, com protocolos que proporcionam ciclos alternados a diferentes temperaturas

  • Estabilidade da luz (teste Xenon) de produtos acabados

  • Fotoestabilidade de filtros químicos UV

Ao comprar um cosmético, qual a primeira informação que você busca para se certificar do período que terá para a utilização desse produto? Se você respondeu que é a data de validade, com certeza deu um primeiro passo muito importante. Mas é preciso saber que apenas esse dado não é o suficiente, pois existe uma informação ainda mais importante para determinar o período de vida útil de um cosmético.

A conservação de um cosmético fechado, que ainda não foi exposto à ação externa, é bem diferente da conservação de um que já foi aberto e utilizado, e por isso é interessante a indicação do PAO – Período Após Aberto.

Qual a diferença de data de validade e PAO?

O PAO dos cosméticos é diferente da data de validade.
É comum confundir a validade do produto com o PAO.

A Data de Validade é a data em que o produto vence e não deve mais ser usado, podendo oferecer riscos. No caso de profissionais, clínicas e centros de beleza, a utilização de produtos expirados representa também infração sanitária. Essa informação vem impressa sob a forma de mês/ano ou dia/mês/ano.

O PAO pode ser encontrado no rótulo dos cosméticos.
Preste atenção no rótulo para encontrar o PAO.

Já a sigla PAO (do inglês Period After Opening), que quer dizer “Período Após Aberto”, tem como finalidade indicar em quanto tempo o produto deve ser consumido/utilizado após ser aberto, garantindo sua eficácia e segurança, já que a qualidade pode ficar reduzida após a abertura da embalagem, se não for bem conservado e manuseado adequadamente. É indicada por um ícone que representa um pote aberto, com um número e uma letra, que significam o tempo em que poderá ser utilizado com segurança depois de aberto pela primeira vez, sem perda de suas propriedades. Exemplo: um pote e a informação “8 M” significa que deve ser consumido em até oito meses após a data de abertura.

PAO nos cosméticos pode ser identificado pelos símbolos no rótulo.
Símbolo do Period After Opening nos cosméticos.

Fique de olho na DICA:

VALE O QUE EXPIRAR PRIMEIRO

– Se a data de validade expirar antes do PAO, o produto não deve mais ser utilizado, mesmo se o PAO ainda for válido.

Se o PAO expirar primeiro, o uso deve ser interrompido, mesmo se o produto ainda estiver dentro do prazo de validade.

Como saber a data de validade do cosmético?

No Brasil, a Anvisa estabelece que todos os cosméticos tenham o prazo de validade especificado no frasco, de forma bem visível e legível (conforme previsto pela Lei 8.078/90 – do Código de Proteção e Defesa do Consumidor). Já a informação do PAO não é obrigatória, mas é possível encontrar empresas que vão além, seja porque exportam, e por isso incluem também a informação do PAO, seja para oferecer um diferencial de segurança e efetividade para o cliente.

Como é determinado o PAO?

Os principais fatores para a determinação correta do PAO são as condições de fabricação; o sistema conservante; presença de água; origem das matérias-primas e sua capacidade de conservação; o tipo de embalagem e a probabilidade de exposição a micro-organismos e à contaminação externa; indicação de armazenamento, modo de uso e os hábitos do consumidor.

Por que então essa informação é importante?

O sistema exigido por lei no Brasil, apenas com a Data de Validade, não é falho, tanto que é determinado por metodologias reconhecidas pelos órgãos regulamentadores oficiais e as empresas fabricantes são responsáveis pela integridade do produto. O problema é que a conservação de um cosmético fechado, que ainda não foi exposto à ação do meio, é bem diferente da conservação de um que já foi aberto e utilizado, e por isso é interessante a indicação do PAO. Isso mostra a preocupação e o cuidado da empresa com o bem-estar e a saúde do consumidor.

É possível um mesmo produto ter diferentes “validades”?

Sim, é possível. Isso acontece em casos que um mesmo produto é disponibilizado em diferentes tipos de embalagens. Por exemplo, o modelo de pote, que permite maior contato com o meio externo, geralmente tem período de utilização mais curto. Outro exemplo é de produtos em que a embalagem entra em contato com a pele no momento da aplicação, ato considerado extremamente contaminante.

Modelo de embalagem de cosmético. Embalagem dosadora de cosméticoEmbalagem de cosmético spray.

Quais os riscos para quem utiliza cosméticos vencidos?

A primeira orientação é de que nunca se deve utilizar produtos fora da Data de Validade ou indicação de PAO, pois o produto fica sujeito a desenvolver micro-organismos patogênicos que podem causar reações adversas e serem prejudiciais à saúde, podendo provocar desde irritação, dermatite, reação alérgica, até infecção mais grave caso a pele já tenha alguma lesão. Além disso, o cosmético pode perder suas propriedades e parar de realizar suas funções. Havendo quaisquer alterações no produto, o uso deve ser interrompido imediatamente. Uma dica para manter sob controle a validade do PAO é marcar a data de abertura do produto. No caso do profissional de saúde estética, ele vai agregar ainda mais valor ao seu trabalho, afinal, está demonstrando uma atitude responsável aliada ao conhecimento e capacitação técnica para o atendimento.

Livro sobre biossegurança na estética.
Encontre mais informações no livro Biossegurança: estética e imagem pessoal, de Isabel Piatti.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica. Hepatites virais: o Brasil está atento / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Vigilância Epidemiológica. – 3. ed. – Brasília: Ministério da Saúde, 2008.

COVISA Coordenação em Vigilância. Beleza com segurança. Guia pratico para profissionais. Prefeitura da cidade de São Paulo. Ano 2005.

https://site.seduce.go.gov.br/wp-content/uploads/2016/05/Criterios-de-Validade-2017-OK.pdf

NOGUEIRA RP. Gestão de qualidade e biossegurança. In: TEIXEIRA P.; VALLE, S. Biossegurança: uma abordagem multidisciplinar. Rio de Janeiro: Fiocruz, 1996. p. 65-74.

https://www.merieuxnutrisciences.com/pt/higiene-pessoal-e-cosmeticos/estabilidade-e-periodo-apos-a-abertura-pao

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *